"7 Sucos Super Detox Para Você Queimar Gordura No Piloto Automático"

Coloque seu email abaixo para fazer o download:

Respeitamos sua privacidade.

Gordura no fígado – O que é e como se livrar dela

Estima-se que pelo menos 20% da população brasileira tenha esteatose hepática ou como é mais popularmente conhecido, gordura no fígado.

Caracterizada por um acumulo exacerbado de gordura em partes ou em toda a região do fígado, a esteatose hepática quando não tratada pode evoluir e posteriormente, desenvolver um quadro de cirrose grave mesmo naqueles que não ingerem bebida alcoólica com grande frequência.

Leia também: 10 Dietas para queimar calorias

Sendo uma doença tão grave e que acomete uma porcentagem considerável da população brasileira, qualquer tipo de informação relacionada a gordura no fígado – o que é e como se livrar dela é bem-vinda e pode ajudar a se prevenir contra esse mal.

GORDURA NO FÍGADO – O QUE É E COMO SE LIVRAR DELA

Assim como as causas, os níveis de gordura no fígado são diferentes e podem evoluir de acordo com os hábitos alimentares e as práticas relacionadas ao dia a dia de quem sofre com essa doença.

Gordura no fígado – O que é e como se livrar dela

Quando tal acumulo não é tratado corretamente ou simplesmente não é tratado por quem possui o fígado gorduroso, uma inflamação pode se desenvolver e evoluir para quadros mais graves dos quais estão sempre relacionados a hepatite gordurosa, cirrose hepática e até mesmo o câncer.

Quando tal situação é diagnosticada, dificilmente um tratamento medicamentoso surtirá efeito, já que o fígado fica mais espesso e volumoso, além de apresentar uma camada densa de gordura em volta do órgão.

Nesses casos, apenas um transplante consegue resolver o problema.

7 Sucos super detox para você queimar gordura no piloto automático!

Coloque seu email abaixo para fazer o download imediato:

AS CAUSAS DA GORDURA NO FÍGADO

Ao contrário do que se pensa, um fígado gorduroso está mais relacionado a algumas outras doenças, sendo a mais comum delas a:

  • Obesidade
  • Cirurgias desnecessárias que visam apenas a estética do corpo
  • A síndrome metabólica
  • Diabetes
  • Desnutrição
Tudo que você precisa saber para se livrar da gordura no fígado

O consumo excessivo de álcool também pode desenvolver esse quadro e se agravar até levar a perca total do órgão.

Para descobrir quais são as causas dos níveis elevados de gordura no fígado, alguns exames de imagem são indicados e assim que o problema é diagnosticado, é possível verificar o nível do qual a pessoa se encontra com relação a quantidade de gordura nesse órgão.

Os níveis de gordura no fígado são basicamente três:

  1. O Primeiro grau é o menos grave e o mais fácil de ser tratado, bastando apenas uma reeducação alimentar, já que nesse grau apenas um pequeno acúmulo de gordura é detectado e pode ser facilmente removido pelo próprio organismo.
  2. O segundo grau é quando o acúmulo de gordura se encontra moderado no órgão, mas ainda assim precisa de uma atenção especial. A combinação de uma alimentação mais balanceada junto com a realização de atividades físicas é o mais indicado nesses casos.
  3. O terceiro grau da esteatose é a mais grave, já que modifica o fígado a nível celular, aumentado o tamanho e a densidade do órgão. Como o acúmulo de gordura é muito, as vezes o tratamento medicamentoso não é suficiente e uma intervenção cirúrgica para transplante pode se fazer necessária.

OS SINTOMAS DA GORDURA NO FÍGADO – O QUE É E COMO SE LIVRAR DELA

O acumulo excessivo de gordura no fígado é algo sério e desde a primeira suspeita, uma orientação médica se faz necessária para identificar o que está causando tal acúmulo e a melhor forma de tratamento.

Conheça os sintomas de quando se tem gordura no fígado.

O nosso corpo é a máquina mais perfeita e complexa que existe.

Desta forma, existem sinais que podem indicar o acúmulo excessivo de gordura no fígado e que, na maioria das vezes, passam despercebidos pela gente.
Dentre tais sinais caracterizam-se principalmente:

  • Cansaço excessivo sem motivo aparente
  • Dores de barriga frequentes
  • Fezes claras ou um pouco esbranquiçadas
  • Inchaço abdominal
  • Enjoos e vômitos (nos casos mais graves)
  • Icterícia (pele e olhos amarelos)
  • Perda de apetite

AS CONSEQUÊNCIAS DA GORDURA NO FÍGADO – O QUE É E COMO SE LIVRAR DELA

O óbito do portador da esteatose hepática é a consequência mais grave que tal doença pode trazer. Mas calma!

Conheça as consequências de quando se tem gordura no fígado.

Para se chegar nesse nível é necessária uma negligência total com relação a saúde do corpo e aos sintomas que o organismo apresenta.

Na maioria das vezes, o caso grave da doença vem sempre acompanhada de fatores secundários que contribuem para a piora da doença.

Dentre as consequências do acúmulo excessivo de gordura hepática estão principalmente:

  • Perda da função hepática: Caracterizada pela perda parcial ou total da funcionalidade do fígado, sendo necessária na maioria das vezes, substituir o órgão por meio de transplante.
  • Inflamação dos tecidos: A inflação também faz com que ocorra a perda de funcionalidade do órgão, podendo ou não acometer outros sistemas.
  • Desenvolvimento de cirrose: Nos casos de cirrose hepática um tratamento intensivo se faz necessário para que o quadro possa ser revertido.

FORMAS DE TRATAMENTO

Na maioria dos casos, apenas com mudanças nos hábitos alimentares é possível reverter tal situação.

Consulte um medico para saber a recomendação dele.

Porém, o acompanhamento médico e os tratamentos farmacológicos não devem ser ignorados, mas sim combinados com uma dieta saudável e equilibrada.

Desta forma aposte em:

  • Práticas mais saudáveis: Não ingerir bebidas alcoólicas já é um bom começo, porém não é suficiente. Evite também fumar, caso tenha esse hábito e aproveite o tempo para investir em uma alimentação mais saudável rica em vitaminas e sem gordura. Nesses casos, os alimentos naturais preparados em caso e as frutas e verduras são os mais indicados.
  • Prática de exercícios: A prática de exercícios físicos sempre faz bem. E como a gordura existente no fígado só irá sair quando for totalmente queimada pelo corpo em forma de energia, pratique exercícios físicos sem medo.
  • Procure uma orientação nutricional: O quadro de gordura no fígado pode ser causado por fatores secundários e descobrir quais são esses fatores é importante para eliminar de vez com a quantidade excessiva de gordura. Deste modo, procure uma orientação nutricional e faça um acompanhamento para se livrar de vez de tal incômodo.

AS CONTRA INDICAÇÕES

É bastante comum associar-se o acumulo de gordura ao peso excessivo do corpo e até mesmo ao quadro de obesidade.

Porém, nem todos os magros estão livres do acúmulo de gordura no fígado.

Saiba as contra indicações para quem tem gordura no figado.

Muitos gordinhos de plantão que desejam um resultado rápido, optam pela cirurgia bariátrica como um dos métodos para se perder peso, mas é importante ressaltar que tal procedimento não é recomendável para aqueles que já possuem um fígado gorduroso.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *